Meus textos

Comprar ou não comprar, eis a questão

Olá, galera, tudo bom?

   ♥ Como falei nas postagem anterior eu vou revisar e colocar novamente cada um das postagens antigas. Começando por essa que foi a primeira. ♥

Pensei bastante qual seria a primeira postagem, (depois de passar o medo do site não entrar no ar, risos) me peguei pensando sobre compras, Black Friday e presentes de natal. Vendo as notícias sobre o desespero das pessoas para comprar na Black friday sem nem ver o preço. Quem não gosta de comprar coisas, ainda mais que tenha a ver com seus gostos? Eu mesma sou viciada em livros  e produtos de papelaria, já gastei horrores nisso e nem sempre precisava. Mentira, sempre preciso de livros, risos. Mas o pior é comprar livro por estar na promoção e nunca ler eles (um dia ainda leio). Produtos de papelaria é outro vicio que preciso resolver. Cheguei a ter 14 cadernos de uma vez e efetivamente só usava uns 3.  

      Quando chega essa época do ano, vão aparecendo várias promoções que mexem com nossa cabeça.Só me faz lembrar do filme “Os delírios de consumo de Becky Bloom”, onde a personagem gasta tanto que isso a leva a falência. O filme mostra bem como o consumo sem pensar pode ser prejudicial, mas com muito humor. No filme ela acha soluções e como isso vai mudando a vida dela. Por sinal, sou apaixonada por esse filme, pois muitas vezes eu faço que nem ela, a diferença é que não entrei em falência. Porém, já gastei sem precisar e sempre fico com peso na consciência depois.

      Não estou dizendo para parar de comprar ou não comprar o que você quer muito, apenas refletir antes de comprar por compulsão. Não é uma tarefa fácil, mas também não é impossível. Outro problema desse consumo por compulsão é que muitas vezes além de estarmos consumindo sem precisar, muitas vezes esses produtos nem são de grande qualidade, e logo vão para o lixo ou ficam esquecidos em casa, apenas ocupando espaço. Além disso, também consumimos alimentos, água, energia. Tudo isso tem um impacto diretos ou indiretos na economia, na sociedade e no meio ambiente. Já estamos sentindo na pele esses impactos e a tendência é só piorar. Numa era da facilidade de informação raramente vemos as pessoas preocupas com algo tão essencial para existência, preservar o mundo em que vivemos.

     Uma maneira de ajudar a minimizar isso é com o consumo consciente. No site do Ministério do Meio Ambiente temos essa definição: “Consumo Consciente em poucas palavras, é um consumo com consciência de seu impacto e voltado à sustentabilidade. O consumo consciente é uma questão de hábito: pequenas mudanças em nosso dia-a-dia têm grande impacto no futuro. Assim, o consumo consciente é uma contribuição voluntária, cotidiana e solidária para garantir a sustentabilidade da vida no planeta. ” Não é algo de outro mundo ou difícil de ser feito. São pequenas coisas que você vai pensar ou fazer na hora de comprar. Uma frase que eu adorei foi do instituto Akatu: “Consumo consciente não significa deixar de consumir, mas consumir melhor e diferente, sem excessos, para que todos vivam com mais bem-estar hoje e no futuro. ” Fazer perguntas simples a si mesmo já ajuda você a ser um consumidor consciente, por exemplo: eu realmente preciso desse produto? Se sim, onde comprar? Essa empresa é sustentável? O produto tem uma vida útil grande? Onde e como descartar?
       Eu nem sempre faço isso, mas tento. Meu pai influencia muito aqui em casa e ele sempre faz perguntas desse tipo quando vamos comprar roupas, sapatos e eletrônicos. Sempre pregou em usar as coisas que temos até não dá mais. Ainda posso melhorar e graças a esse texto descobri o instituto Akatu que tem várias dicas e teste sobre o assunto. Entre no site deles e comece agora a ser um consumidor consciente.
     

          Escrever esse texto foi muito bom para eu refletir em como posso consumir com mais consciência e sem precisar de parar de comprar livros, risos, nessa Black Friday mesmo comprei alguns ( mas realmente estavam na promoção), mas isso é assunto para outra postagem essa já ficou maior que eu previa.

Espero que tenham gostado.
Beijos e abraços,
Ana

 

Fontes:   https://www.akatu.org.br/sobre-o-akatu/
https://www.administradores.com.br/noticias/cotidiano/consumo-consciente-ou-black-friday/122277/ http://www.mma.gov.br/responsabilidade-socioambiental/producao-e-consumo-sustentavel/consumo-consciente-de-embalagem/quem-e-o-consumidor-consciente
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-753X2006000100010 http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/publicacao8.pdf https://g1.globo.com/economia/noticia/black-friday-comeca-nesta-sexta-com-expectativa-de-vendas-recordes-mas-ainda-sob-efeito-da-crise.ghtml
Imagens: Google e do instituto Akatu

Estudante de concurso, formada em ecologia e que sempre vive no mundo dos livros

Deixe uma resposta