Livros

Lidos de Abril – Parte 1

Olá, galera, tudo bom?

Mais um mês que começa e mais uma lista de livros que li nesse mês ou melhor dizendo reli. Eu li tanto esse mês, me empolguei, que vou dividir a postagem em duas partes. Todos desse mês são livros que sou tão apaixonada pela história que perdi a conta de quantas vezes eu já os li. 

Um perfeito cavalheiro

Esse é o terceiro livro da série os Bridgertons. E temos um conto de fadas, nossa cinderela se chama Sophie, uma bastarda que vive com a madrasta, Araminta, e suas filhas, Posy e Rosamund. Enquanto seu pai era vivo ela vivia como uma pupila do conde tendo uma criação como uma dama, porém assim que seu pai morre sua madrasta a trata como uma empregada. Sophie tem o sonho de participar de um evento da alta sociedade de Londres, que ela só pode acompanhar pelos folhetins de fofocas. Porém um grande baile de máscaras irá acontecer nessa temporada e talvez seja a sua única chance de participar sem que ninguém saiba quem é.

Lá ela pode ser quem quiser, até mesmo uma grande dama da sociedade e esse seu mistério acaba encantando um dos solteiros mais cobiçados da temporada, Benedict Bridgertons. Os dois tem uma noite perfeita e intensa. No entanto meia noite tudo acaba, ela precisa voltar para sua realidade.  Aquela noite marcou os dois, Benedict nunca esqueceu sua mascarada e Sophie guarda todas as recordações com carinho.

Anos depois os dois acabam se encontrando, porém Benedict não a reconhece sem a máscara. E Sophie entra num dilema cruel contar toda a verdade e ver se aquela noite foi tão especial para ele como para ela ou esquecer tudo e seguir sendo uma simples camareira.

Os segredos de Colin Bridgertons

O quarto livro da família Bridgertons traz a história do terceiro irmão, Colin. Um jovem belo, rico, sempre com um sorriso no rosto e que já viajou quase todo o mundo. Não tem nenhuma pretensão de se casar, muito menos com a amiga de uma de suas irmãs, Penélope. Não tem nada contra ela, mas ela é a Penélope, sempre esteve ali ao lado. Contudo algo esse ano está diferente nela, talvez a sua maturidade ou que finalmente a mãe não escolha mais as roupas dela. Algo mudou e ele não gosta nada disso, principalmente quando quer tanto descobrir uma real ocupação para si e não ficar pensando em como será beijar os lábios de Penélope.

Penélope já se considera uma solteirona, aos 27 anos não acha que vá se casar. Isso faz com que perca um pouco de sua timidez e comece a mostrar ao mundo sua real personalidade. Porém, lá no fundo ainda reina um pouco de esperança que o homem pelo qual se apaixonou na sua juventude finalmente note ela. Esse homem e nada menos do que Colin Bridgertons que já disse com todas as letras que nunca se casaria com ela. No entanto algo nessa temporada parece ter mudado, diversos acontecimentos junta eles e começa a tornar eles mais próximos do que nunca.

Para sir Phillpi com amor

O quinto livro da família Bridgertons (quase reli todos esse mês, risos) traz a história da segunda irmã Bridgertons, Eloise. Ela possui uma personalidade muito forte e estava determinada a se tornar uma solteirona junto com sua amiga Penélope, porém quando todos seus planos vão por água abaixo ela entra em desespero e resolve fazer uma loucura. Aceitar um pedido de casamento do Sir Phililip, que recebeu através de uma carta, de tantas cartas trocadas nos últimos meses. No impulso viaja para conhecer o seu pretendente que está tão desesperado para casar.

Sir Phillip acaba de ficar viúvo, apesar nunca ter amado sua esposa ele gostava dela, para deixar, mas triste essa morte ele tem dois filhos pequenos, Amanda e Oliver, que são dois pequenos travessos sem controle e querem muita atenção. Desesperado, assim que acaba o tempo de luto ele resolve pedir em casamento talvez a única pessoa que aceite criar seus filhos e tomar conta da casa, a solteirona Eloise, uma prima distante de sua falecida esposa que troca cartas com ele.

A chegada de uma bela e jovem o deixa confuso e balançado, talvez ela não esteja tão despesperada para se casar como ele pensava, mas fará de tudo para conquista-la. Tanto pelos seus filhos como até por si mesmo. Eloise não esperava encontrar um homem tão do campo e  bruto, muito menos duas crianças que trazem um belo desafio para sua vida. Os dias vivendo na mesma casa começa a mostrar que por mais diferente que sejam, talvez essa proposta inesperada seja mais que perfeita para os dois.

O conde enfeitiçado

O sexto livro dos Bridgertons traz a história da belíssima e jovem viúva Francesca (Bridgerton) Stirling. Quatro anos após a morte de seu amado marido, Francesca está certa que precisa se casar novamente, mas não porque ache que vá amar outro homem, mas porque quer muito ter um filho e fará qualquer coisa para ter isso. Ela resolve ir para uma temporada em Londres para começar a busca pelo futuro pai de seu filho. No entanto ela dá de cara com um grande amigo seu e de seu falecido marido, Michael, que é primo do seu marido e atual conde de Kilmartin. Eles sempre se deram bem, mas algo mudou nesses quatro anos e ela começa a vê-lo como um possível pretendente.

Michael se apaixonou por Francesca no dia do casamento dela com seu primo. Durante todo o tempo fingiu que não sentia nada e sempre se culpava por desejar a mulher de seu primo. Porém tudo fica ainda pior com a morte súbita de John, tornando-o  Conde de Kilmartin. Quando se vê está tomando o lugar do primo em tudo, mas uma coisa ele não pode tomar para si, Francesca. Com medo de que isso aconteça ele viaja para Índia e por lá fica durante quatro anos. No entanto, uma hora tem que voltar e assumir seu papel como Conde, o que ele não esperava era encontrar Francesca à procura de um marido, fazendo que ele fique morto de ciúmes e começa a pensar que ele pode ser esse marido.

Por hoje é isso leitores. Como podem ver não apenas me empolguei em reler todos os livros como me empolguei em conta um pouco da história de cada livro. Prometo que assim que possível trago a parte 2 dos lidos e quem sabe uma resenha completa de cada um desses livros.

Bjs e abraços,

Ana

Estudante de concurso, formada em ecologia e que sempre vive no mundo dos livros

Deixe uma resposta