Meus textos / Viagem

Minha 1ª vez: Viajando sozinha

Olá, leitores, tudo bem?

Hoje resolvi trazer uma pequena experiência que eu tive a alguns anos atrás, mais exatamente em 2014, quando foi a primeira vez que viajei sozinha. Sempre viajei com meus pais, no máximo tinha feito algumas viagens para casa da avó ou algum encontro da igreja, e na maioria das vezes acompanhada de alguém que eu conhecesse. Contudo, enquanto eu estava fazendo a faculdade umas colegas de sala falaram de um curso de campo de biologia marinha que seria feito na Praia do forte – Bahia. Elas me animaram a ir, pois estava em conta e teríamos tempo de pagar parcelado. Foi chegando mais perto, animei de ir e meus pais concordaram em me ajudar a pagar, porém, essas colegas deram o pra trás. Como estava animada, mesmo sem conhecer ninguém e meio receosa de ir sozinha, resolvi ir mesmo assim. Como era uma aula de campo, o pessoal que estava organizando montou um grupo e fez um tipo de pacote de viagem, onde já estava incluso: passagem, hospedagem, 3 refeições, as aulas e os passeios ligados a essas aulas. Como era algo que parecia que estava tudo encaminhado e eu não teria muitas preocupações eu acabei ficando mais tranquila.

A viagem começou no aeroporto de Brasília, de lá fomos para São Paulo, depois Salvador e por fim pegamos uma van que foi para Praia do Forte.  Para ficar mais em conta o pessoal do curso reservou quartos em um albergue. Lá, não alugávamos o quarto, mas sim a cama ou beliche e um armário onde colocamos as nossas coisas. Quem ia com mais gente acabava pedindo para ficar no mesmo quarto e como era um grupo bem grande acabou que ficamos dividindo o quarto com pessoas do curso.

Foi uma experiência maravilhosa. Eu acabei conhecendo pessoas de outros cursos, e do Brasil todo. O curso era voltado para  estudo de tartarugas, baleias jubartes e até corais. Foi uma experiência de independência, de eu ir atrás das coisas e ser responsável, e de conhecer pessoas e coisas novas. E ainda  aprender e ver na prática o que víamos nas aulas. Foram 5 dias bem cheios, mas tínhamos tempo para visitar quantas vezes quiséssemos o projeto Tamar e passear pela praia.

Acabei perdendo o contato com as pessoas que conheci  lá, mas as lembranças, momentos e aprendizados que tive por lá foram inesquecíveis. Mesmo depois de 5 anos eu lembro de muita coisa, e dá até vontade de fazer isso novamente.  Depois dessa viagem não tive ainda outra experiência viajando sem pessoas que conheço, mas estou sempre aberta a possibilidades que possam surgir.

E vocês, queridos leitores, já tiveram alguma experiência viajando sozinhos? Deixem nos comentários.

Bjs e abraços,

Até amanhã,

Ana.

Estudante de concurso, formada em ecologia e que sempre vive no mundo dos livros

Deixe uma resposta