Livros,  Mônica Cristina,  Romance

Resenha: A Casa na Colina

Amo quando encontro personagens que me representam, ou tenham características que eu vejo em mim. Esse é o caso da personagem Marianne, uma apaixonada por livros e sua história é contada no livro A Casa na Colina.

Marianne March é uma jovem professora que ama dar aulas e viver no mundo dos livros no seu tempo livre. Quando chega enfim suas férias, ela está animada para se entregar a horas e mais horas de leitura. Contudo, sua vida começa a virar uma aventura como dos seus livros quando ela topa substituir sua irmã gêmea, Julianne, no emprego. Juliane sempre foi irresponsável e com isso acaba assinado um contrato para um ano de trabalho em lugar isolado da Espanha. No entanto, agora ela quer ir viver com o namorado e precisa se livrar do contrato que tem uma multa enorme e não pensa duas vezes em convencer sua doce irmã gêmea a assumir seu lugar.

Marianne jura a si mesma que será a última vez a ajudar sua irmã, com isso embarca na maior aventura de sua vida e ir trabalhar na isolada e assustadora casa da colina. Porém, nada a preparou para o encontro com Javier Ruiz e muito menos para convivência de ambos isolados do mundo.

Javier Ruiz se isola na casa da família que fica no alto de uma colina de uma pequena vila na Espanha. Não quer contato com ninguém e muito menos olhares de penas pelas cicatrizes que cobrem sue corpo, pior ainda sua alma. Para conseguir ficar completamente sem contato com o mundo, ele resolve contratar uma pessoa para cuidar da casa, das correspondências, das compras e tudo mais. Pensando nisso ele monta um contrato com uma multa absurda e ser alguém de fora do país assim ele terá uma preocupação a menos e enfim conseguira a solidão que tanto busca.

O que o sombrio Javier não contava, era que sua nova funcionária fosse tão doce e atraente. Com o passar dos dias, a solidão que tanto buscava começa a ser preenchido pelas conversas e atenção da senhoria March. O coração e os sentimentos que acredita terem morridos com o que mais amou, voltam a ganhar vida dia após dia, mas ele continuará lutando contra isso até o fim, pois acredita jamais poder encontrar a felicidade.

Minha Opinião:

Esse livro é tão maravilhoso, e uma perfeita homenagem para todas as fãs da autora Mônica Cristina. A personagem não é apenas uma leitora compulsiva apaixonada por romances e todas as manias que temos, mas ela está lendo a série paixões gregas. Isso só torna a história mais próxima da realidade que nos faz acreditar que qualquer uma pode viver aquela linda e emocionante história de amor.

Marianne é uma mulher doce e apaixonada, mas mesmo sempre cedendo todas as vontades de sua irmã, ela é uma mulher forte e determinada quando precisa. Ela amadurece nos dias vivendo na casa da colina e também encontra o amor que só lia em seus livros.

Javier tem um passado tão triste e emocionante, mas carrega uma culpa por algo que não teve como impedir. Ver toda a transformação de se aceitar e aceitar o amor de outra pessoa e tão incrível, vamos rindo e chorando a cada página a cada nova descoberta.

Essa história traz muitas semelhanças com o conto da Bela e a Fera, inclusive até mesmo a música do desenho e trazida para a história. Contudo, não é um conto de fadas é história de amor e perdão. Amei ler e reler esse livro, e está em um lugar enorme em meu coração. Único problema é que, desde que reli ele, estou louca para ler pela quarta ou quinta vez a série paixões gregas.

E você, querido leitor e querida leitora, conhecem algum livro que tenham personagens viciados em livros como nós?

Se gostou do livro e ficou interessado em ler, ele está disponível em eBook pela Amazon.

Bjs e abraços,

Ana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.