Livros

Resenha: Aliança

Olá, leitores, tudo bem?

Essa semana resolvi trazer a resenha de “Aliança”, mais um romance da escritora Mônica Cristina. Li ele mês passado e não consegui esperar para trazer uma resenha completa para vocês. “Aliança” traz a história do conde de Cumberland, Thomas Branson, e de Jane Lincoln. 

Jane é uma jovem americana que desde muito cedo assumiu a responsabilidade por sua irmã caçula, Lydia.  Aos 14 anos seus pais morreram em um acidente de carro, sua irmã Lydia tinha apenas 2 anos. Sua única parente próxima é a irmã de seu pai, Margareth, uma mulher rica e má, que não tinha nenhum plano de ter a responsabilidade por duas crianças, mas não perde a oportunidade de usar isso ao seu favor. Dez anos depois com pouco dinheiro sobrando, Margareth tem um plano perfeito fazer uma aliança para casar Jane com um conde muito rico que vive do outro lado do oceano, em Londres. Assim poderia manter toda sua vida de luxo.

Thomas, herdou não apenas um título da nobreza, mas também uma grande fortuna e a frieza dos Bransons. Ele faz tudo em nome dos negócios e do nome da sua família, e mais do que nunca ele precisa se casar. No entanto ele não quer um casamento por amor, ele precisa ser prático e racional.  Para conseguir isso ele resolve fazer um casamento por um contrato, escolhendo uma mulher que queira entrar num casamento de fachada, e que seja uma condessa perfeita. Sem nem mesmo conhecer ele faz uma Aliança com Jane, na verdade com Margareth, mas até onde ele sabe Jane está de acordo com tudo. 

Ambos se conhecem apenas alguns dias antes de se casarem, e tem ideias completamente erradas de quem eles são e como vai ser esse casamento. Com o passar dos dias, vão se conhecendo cada vez melhor e desejando a cada dia que esse casamento de fachada se torne real. 

Eu simplesmente me apaixonei pela história, é um romance bem clichê e muito gostoso de ler.  A Lydia conquista o nosso coração tanto quanto o casal. Em cada capítulo vamos conhecendo mais um pouco da história de cada um e ficamos torcendo para que tudo dê certo logo. Ainda bem que Mônica não deixa a gente esperando por muito tempo. Jane se mostra cada vez mais como uma mulher forte e determinada e uma condessa perfeita. Thomas pode ser frio e distante, mas é um homem bom e no fundo um homem romântico.

Já conheceram essa história? O que acharam? Deixem nos cometários.

Bjs e abraços,

Ana.

Estudante de concurso, formada em ecologia e que sempre vive no mundo dos livros

Deixe uma resposta