Livros

Resenha: Dança das Borboletas

Olá, querido leitor e querida leitora, tudo bem?

Semana passada foi lançado o segundo livro da trilogia: Norfolk Park: Dança das Borboletas e claro que li ele todo em um dia para saber mais sobre a família Downing. No primeiro livro, Inesperado Amor, conhecemos essa família e tivemos um pequeno vislumbre de Edmund. 

Nesse segundo livro Edmund Downing é um recém-formado em direito e está determinado a arranjar um bom emprego para orgulhar sua família. Apesar de ser de uma rica e respeitável família londrina, ele quer exercer sua profissão lutando contra as injustiças. Assim ele tenta conseguir um emprego na Igreja o que será de grande prestígio para sí e sua família. Contudo, enquanto andava pelos jardins da catedral uma bela jovem chama a sua atenção o deixando completamente atordoado. 

Todos os dias ele volta para o jardim em busca da misteriosa jovem, que de nenhuma forma quer dizer o nome ou mesmo de onde vem. Apesar da bela dama sempre tentar fazer Edmund desistir dos encontros no jardim, ele está determinado a encontrá-la sempre que possível e conquistar a confiança da mulher que roubou seu coração. Completamente apaixonado, ele dia após dia sonha com a sua dama misteriosa e faz poemas e juras de amor, mas nada convence a tímida mulher a dizer quem realmente é. Até que enfim ele a encontra em um baile e descobre sua verdadeira identidade. Para viver esse grande amor  Edmund precisará enfrentar um grande escândalo na sociedade que poderá não apenas manchar a reputação de sua família como também o afastar dela. 

Eu gostei bastante desse segundo livro, mas até o momento o primeiro ainda é meu favorito. Confesso que apesar de ser uma história de amor à primeira vista, nunca imaginei que Edmund seria um homem tão apaixonado. Ele é a própria encarnação dos poetas da época, mesmo que nem sempre seus poemas fossem tão incríveis eles eram sempre cheios de muita paixão. Esse amor dramático e cheio de declarações grandiosas me fez suspirar e rir muito. Porque, ao mesmo tempo, que algumas das falas dele eram românticas e linda também eram extremamente exageradas de um tolo apaixonado. Do outro lado tem a jovem misteriosa, Borboleta, que encanta com seu jeito delicado e que sofre com a falta de amor materno. Como eu peguei ódio da mãe dela e de outro personagem, que não quero falar o nome para não dar spoiler. Claro que como muitos livros da Mônica que são séries ou trilogias acabamos tendo um vislumbre de como anda os outros personagens e podemos ver como está a vida de casados de Brandon e Charlotte. Charlotte mais uma vez mostra sua força e coragem para enfrentar a sociedade londrina e Brandon todo o amor incondicional a família. Estou mais que ansiosa para ler o último livro que vai trazer a história da terceira irmã, Marianne. 

Este ebook está disponível na Amazon tanto para comprar quanto para ser lido pelo Kindle Unlimed

E você, querido leitor e querida leitora, já conhecem essa nova trilogia da Mônica Cristina? Ou leu algum romance de época esse mês?

Bjs e abraços,

Ana. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.