Livros

Resenha: História de um grande amor

Olá, querido leitor e querida leitora, tudo bem?

Já falei várias vezes aqui sobre a rainha Julia Quinn, até hoje não achei um livro que não amasse, recentemente li o primeiro livro da trilogia Bevelstoke, História de um grande amor.

Miranda Cheever aos 10 anos se apaixonou, numa simples tarde quando o belo e jovem visconde de Turner, Nigel Bevelstoke, disse que quando crescesse seria bela, tanto quanto a sua inteligência. Como ele previu anos se passaram e Miranda se tornou uma bela jovem, contudo Nigel passou por uma grande transformação, em vez de alegre e doce como em sua juventude, virou um homem solitário e amargo após seu casamento.

 Com a recente morte de sua esposa Nigel não quer mais saber de casamento, tudo que passou no anterior o fazem querer ficar longe das jovens damas da sociedade. No entanto, a melhor amiga de sua irmã, Miranda, faz com que ele sinta algo diferente o que ele a todo custo tenta fugir.

Apesar dos anos que se passaram, Miranda continua apaixonada por Nigel, mesmo entrando em sua primeira temporada londrina não tem olhos para mais ninguém. Vendo o seu grande amor perdido e se tornando cada vez um homem mais amargo ela fará de tudo para ajudá-lo e quem sabe no caminho ele finalmente se apaixone por ela?

O livro me prendeu a cada capítulo, ficamos querendo ver o que aconteceu com o visconde para ele mudar tanto e como finalmente vai deixar de ser cego por Miranda. Apesar que em alguns momentos eu quero dar umas sacudidas em Nigel por ser tão tapado. O livro me conquistou e a história também, não posso dizer ser um dos melhores livros da Julia, senti falta de saber mais detalhes do casamento, de Miranda se dar um pouco mais de valor e do Nigel ser menos babaca em alguns momentos. Entretanto, o livro é bom, leitura rápida e fácil de gostar, mas o que mais me atraiu foram os outros dois irmãos Bevelstoke o que me deixou ansiosa para sequência da trilogia.  

E você, querido leitor e querida leitora, já conhecem essa trilogia da Julia Quinn? Já teve vontade de entrar em um livro para dar aquele “puxão de orelha” em algum personagem?

Bjs e abraços,

Ana.

Estudante de concurso, formada em ecologia e que sempre vive no mundo dos livros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *