Livros

Resenha: O café da praia

Olá, leitores, tudo bem?

Mais uma resenha especial para vocês, em janeiro li esse livro e estava ansiosa para fazer uma resenha dele para vocês. 

Evie Flynn é o que todos chamam de ovelha negra da  família. Dentre as irmãs ela sempre foi a mais sonhadora e a mais impulsiva. Enquanto suas irmãs mais velhas são bem-sucedidas e  bem de vida, ela já passou por todo tipo de carreira de fotógrafa a garçonete. Ela tenta seguir uma boa vida, com emprego como secretária temporária e um namoro de 5 anos. No entanto ela ainda não tem certeza se essa é a vida que ela quer para todo o sempre. Para complicar mais ainda sua vida, sua querida tia, Jo, morre em um acidente de carro. Ninguém esperava que ela fosse morrer tão cedo, muito menos que deixaria de herança seu adorado café na praia na Cornualha para Evie.

Evie não sabe o que fazer com essa nova herança. Seria impossível gerenciar um café morando longe, já que toda sua vida estava em Oxford, namorado, o seu querido enteado, seu emprego e sua família. A melhor solução seria vender o café, mas como ela poderia se desfazer do lugar mais importante para a sua tia?

Determinada a fazer a melhor escolha, Evie vai enrolando para vender o café, e aos poucos o café toma lugar em seu coração. No entanto o café não está nada como ela lembrava da juventude. Está caindo aos pedaços e os funcionários são um desastre a parte. Buscando dar um novo rumo a sua vida ela resolve arregaçar as mangas e devolver a glória ao pequeno café. Mesmo não tendo nenhuma noção de como cozinhar ou até mesmo como administrar um café ela entra de corpo e alma nessa nova aventura. O que ela menos esperava era se encantar cada vez mais pelo lugar e pelas pessoas que foi conhecendo, muito menos por um misterioso cozinheiro. 

Fiquei curiosa quando li a sinopse do livro e me encantei pelo título e sua capa. Devo dizer que o livre me surpreendeu, esperava uma história básica de romance, mas ela foca bastante na atrapalhada vida da Evie. Em todas as mudanças da vida, nas mudanças dela e nas melhorias do café. Tem momentos que dá vontade de sacudir a Evie pra ver se ela acorda pra vida, mas ela é muito divertida. O livre se desenvolve de forma rápida e gostosa de ler. Eu super amei e indico ele. 

E vocês já leram essa história? Deixem nos comentários. 

Bjs e abraços,

Ana. 

Estudante de concurso, formada em ecologia e que sempre vive no mundo dos livros

Deixe uma resposta