Filmes e Série

Resenha: O Date perfeito

Olá, galera, tudo bom?

Um dos lançamentos desse mês da netflix foi o filme “O Date perfeito”. Estava ansiosa para assistir esse filme por conta dos atores que participaram dele que gosto muito, como Noah Centineio, Laura Marano e Camila Mendes. 

Imagem relacionada

O enredo conta a história de Brooks, um jovem que precisa urgentemente de dinheiro para pagar a faculdade de seus sonhos. Apesar de trabalhar meio período em uma lanchonete ele está longe de conseguir o dinheiro e ainda tem que conseguir a carta de aprovação de Yale. No seu desespero para conseguir dinheiro ele acaba topando ser pago para ir ao baile como acompanhante de uma prima de uma colega de sua escola. Ela se chama Celia é uma jovem com um humor acido e nada animada para esses eventos da escola. No baile ele conhece Shelby, a garota mais popular da escola. Como quer conquista-la e entrar na faculdade dos sonhos ele cria um aplicativo, onde proporciona o encontro perfeito, com tudo personalizado para agradar a garota. Cada encontro que ele vai tem diferentes personalidades, mas finalmente começa a ganhar o dinheiro para faculdade. Entre um encontro e outro ele ainda tenta conquistar Shelby e para isso conta com a ajuda de Celia. Porém, quanto mais personalidades ele assume mais mentiras conta e isso faz com que ele começa a questionar quem realmente é, e que talvez Shelby não seja a garota perfeita para ele.

Filme: O Date Perfeito  #odateperfeito #frasesdefilmes #filmesnetflix #frases #frasesdepersonagens #theperfectdate

O filme é uma comedia romântica bem clichê, mas não deixa de ser divertida e gostosa de assistir em uma tarde de preguiça. Tudo é muito previsível e as vezes bobo, mas eu gostei, não sei se por conta de gostar de filmes assim ou por gostar do trabalho dos atores.  A típica mensagem de seja você mesmo fica bem evidente no filme e acho que algo que nunca nos cansamos de ver. Outro ponto que gostei foi quando mostra que muitas das coisas que queremos são apenas por querer ou por uma forma de “status”, que não pensamos o porquê queremos isso, se realmente queremos ou se tudo não passa de vontade de se encaixar num padrão da sociedade. 

E vocês? Já viram esse filme? O que acharam? Deixe nos comentários.

Até a próxima,

Bjs e abraços,

Ana.

Estudante de concurso, formada em ecologia e que sempre vive no mundo dos livros

Deixe uma resposta