Filmes e Série

Resenha: O Jardim Secreto

Olá, querido leitor e querida leitora, tudo bem?

Nessa postagem de sexta-feira vim trazer uma super dica de filme para ver nesse fim de semana com toda a sua família, O Jardim Secreto que foi lançado ano passado. Era um dos filmes que estava aguardando ansiosa para ver nos cinemas por ser uma adaptação de um dos meus livros favoritos da vida, inclusive já fiz resenha dele aqui no blog. Como ano passado não deu para ver no cinema por conta da pandemia eu descobri recentemente que ele estava disponível no Youtube e no Google Play Filmes

O filme conta a história da pequena Mary que crescia feliz e mimada na Índia com seus pais, contudo de um dia para o outro eles acabam morrendo. Sem mais ninguém para tomar conta dela é enviada para viver com seu estranho e excêntrico tio em Yorshire, na Inglaterra. Na mansão enorme e cheia de segredos ela encontra uma vida completamente diferente da que tinha e precisa recomeçar a sua vida. Sem ninguém para dar atenção ou crianças para brincar ela passa seus dias explorando os jardins e arredores da mansão e a noite escuta um choro que todos os empregados da casa juram ser apenas o vento. Intrigada tanto com os segredos dos jardins quanto da própria mansão, a cada dia ela explora um pouco mais até que certo dia ela encontra um cachorro perdido que se torna seu novo amigo e a leva a descobrir um jardim rodeado de muros e esquecido por todos. Todas as manhãs ela volta ao jardim para descobrir todas as maravilhas que há por lá e durante a noite investiga o misterioso choro até encontrar Colin, seu primo. Aos poucos ela vai mudando, deixando de ser uma garota chata e mimada e se tornando uma criança feliz, cheia de vida e que faz de tudo para descobrir mais sobre o passado de sua família e ajudar o seu primo. 

Eu gostei bastante do filme, mesmo que tenha várias diferenças entre esse filme e a primeira adaptação de 1993 e, em consequência, diferente do livro. Como sempre falo quando vou comparar uma adaptação de livro já vou de coração aberto porque sei que vai mudar, assim acabo não me frustrando e tento ver a história com um outro olhar. Apesar disso, como eu já vi várias vezes o primeiro filme e li várias vezes o livro, eu acabei tendo algumas expectativas que foram levemente frustradas. No entanto, gostei dessa nova perspectiva do filme, mostrando um pouco mais sobre o passado das mães de Mary e Colyn e um enredo diferente sem perder a base da história. Acredito que todos devam ver esse filme e até mesmo o antigo ele nos faz refletir sobre diferentes assuntos e perceber a vida com um olhar diferente. 

Cuidado esse parágrafo vai ter spoiler. 

O que percebi de diferente entre os filmes, que eu tinha espectativa e acabou me frustando, tanto no primeiro filme quanto no livro tem um jardineiro bem ranzinza que acabava enfrentando a pequena Mary e até se tornava seu amigo, ele foi tirado do filme e aparentemente foi colocado o cachorro no lugar. Também senti falta de uma maior relação de Dickon com os animais, ele sempre estava rodeado de criaturas nas quais ele encontrava e cuidava e não teve nenhuma cena com eles, tudo ficou por conta do cachorro que foi colocado nesse. Por fim também senti falta de Mary cuidando do jardim, já que foi ela cuidando do jardim que a fez mudar aos poucos. Mas, como disse no parágrafo anterior, eu gostei bastante do filme e ele trouxe outro olhar para a história. 

E você, querido leitor e querida leitora, já viram essa nova versão de O Jardim Secreto? O que acharam? Prefere essa nova versão ou a anterior?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.