Filmes e Série

Resenha: Sweet Tooth

Olá, querido leitor e querida leitora, tudo bem?

Com o fim de semana chegando na postagem de hoje vim trazer uma ótima série para maratonar, Sweet Tooth. Vi ela esse mês e fiquei completamente apaixonada e louca querendo uma segunda temporada para ontem. Se você ainda não assistiu essa série, você precisa assistir. 

Gus foi criado por 10 anos em uma casa isolada no meio de uma floresta, seu pai o criou para sempre se esconder e fugir de humanos. Isso porque Gus é um híbrido, mais especificamente um menino-cervo. Ninguém sabe explicar como os híbridos surgiram, a única coisa que se sabe é que eles vieram na mesma época do “Grande Esfacelamento”.

“O Grande Esfacelamento” aconteceu por conta do vírus H5G9 que começa a matar rapidamente os humanos levando o mundo ao colapso. Na mesma época começam a surgir os bebês híbridos. Com medo deles serem a causa desse vírus alguns humanos começam a caça e matar qualquer híbrido. 

Por conta desses caçadores, Richard leva o bebê Gus o escondendo e protegendo do mundo. Contudo, após uma década desse acontecimento ainda não se tem a cura para o vírus e crianças híbridas ainda correm perigo. No entanto, o pequeno menino não está mais seguro em seu lar e faz uma inesperada amizade com um estranho viajante, Jepperd. Juntos eles vão começar a buscar respostas sobre o passado de Gus e uma maneira de mantê-lo seguro, já que apesar de existirem outras crianças híbridas, ele tem algo diferente. 

Eu amei cada segundo dessa série, não sei porque demorei tanto tempo para assistir. Gus é o garoto mais fofo e cheio de esperança que você pode conhecer. Jepperd tem seus segredos e mistérios que vão sendo revelados ao longo da série e apesar de parecer um homem sem sentimentos vamos descobrindo o porquê dele ter ficado assim. Apesar do maior foco na história do Gus, também vemos o lado da história do Dr. Singh é um médico que ficou frente a frente com o combate do vírus e agora busca uma cura. Também vemos a história de Aimee que antes era uma terapeuta, mas agora está determinada a ajudar os seres híbridos a sobreviverem. Em cada episódio vamos conhecendo mais sobre cada um desses personagens que vão se ligando de uma maneira ou outra. Muitos outros personagens surgem na vida do Gus, uns querendo ajudá-lo, outros nem tanto. Eu super indico essa série para você maratonar nesse fim de semana. 

E você, querido leitor e querida leitora, já assistiu a essa série? Qual série você me indica para maratona esse fim de semana?

Bjs e abraços,

Ana. 

Estudante de concurso, formada em ecologia e que sempre vive no mundo dos livros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *