Meus textos

Um momento para respirar

Olá, leitores,
Hoje resolvi falar um pouco sobre momentos de parar e simplesmente respirar. O que quero dizer com isso é um momento para largar tudo que está fazendo, que está passando pela sua cabeça, esquecer por um momento o mundo e respirar fundo. Limpar a mente para tudo e todos. Respirar profundamente e prestar atenção em seu corpo, o movimento que faz os seus pulmões enchendo e esvaziando, sentir onde suas costas estão encostando, onde seus pés estão pisando. Ouvir os sons ao seu redor, sentir o vento passando por seu corpo e te refrescando. Basicamente meditar por alguns minutos.
Devem estar se perguntando porque estou falando sobre parar e meditar um pouco. Simplesmente para que você possa descansar um pouco, tranquilizar sua mente, seu ser. Ano passado foi um ano muito pesado para mim, com meu pai doente e todas as outras tarefas e problemas que foram aparecendo na minha vida. Eu percebi a importância destas pausas. Como elas me acalmavam em momentos que não tinha ideia por onde começar a resolver tudo que precisava, elas também me ajudaram a não surtar com tanta coisa. Por isso resolvi falar um pouco disso aqui para vocês.
Em um mundo tão caótico e que sempre acaba cobrando que estejamos fazendo algo a todo instante, esquecemos de ter momentos de nos desligar de tudo isso, de parar e descansar um pouco. Seja para meditar, ter um momento para refletir sobre você ou para fazer algo relacionado a sua fé ou até mesmo apenas respirar profundamente. Tudo pode ficar mais calmo e melhor, apenas por respirar bem fundo.
Então nesse fim da primeira semana do ano comece o ano já com esse propósito de vida. Parar para respirar, por 1 minuto ou 10, o que importa é que descanse um pouco sua mente. Isso não vai resolver todos os seus problemas, mas vai clarear bastante a sua mente.
E vocês leitores? Lembram desse momento de descanso? Confesso que nem sempre me lembro, mas esse ano é uma das minhas principais metas.
Bjs e abraços,
Ana.

Estudante de concurso, formada em ecologia e que sempre vive no mundo dos livros

Deixe uma resposta